Horários de Missas

Terça à Sexta, às 18h.
Sábado, às 16h.
Domingo, às 8h30,11h e 19h.

Artigos › 21/12/2015

Num Presépio Pequenino, Deus é hoje nosso Irmão!

presépioComum no tempo do Natal, o Presépio remonta ao século XIII, quando São Francisco de Assis teve a ideia de facilitar a catequese do povo encenando um primeiro presépio de grandes dimensões, nos moldes dos que usamos atualmente. O impacto foi tão positivo que logo o costume se espalhou e perdura até os dias de hoje.

Durante o Advento, alguns presépios natalinos costumam representar a viagem de José e Maria grávida para Belém (cf. Lc 2,1-6). A figura central do Presépio é o Menino Jesus, representado a partir de seu nascimento na noite de Natal, envolto em faixas, na manjedoura do estábulo (cf. Lc 2,7.12). São também essenciais Maria e José, que o acompanham ao lado da manjedoura (cf. Lc 2,16). Os pastores e os anjos que os avisaram também estão representados, assim como alguns animais (cf. Lc 2,8-20).

Costumam figurar também os três reis magos (cf. Mt 2,1), que seguiram a estrela-guia trazendo ouro, incenso e mirra como presentes para o menino Jesus (cf. Mt 2,9-11).

Celebrar o Natal, festa cristã, é revigorar a força do Deus-Conosco, é abdicar do consumismo, despojar-se da vaidade e vestir a luz da estrela, que nos guia nos caminhos da paz!