Horários de Missas

Terça à Sexta, às 18h.
Sábado, às 16h.
Domingo, às 8h30,11h e 19h.

Notícias da paróquia › 28/01/2015

Como falar de Deus

prayingA pergunta central que hoje nos fazemos é a seguinte: Como falar de Deus em nosso tempo? Como comunicar o Evangelho, para abrir caminhos à sua verdade salvífica nos corações muitas vezes fechados dos nossos contemporâneos e nas suas mentes às vezes distraídas por tantos holofotes da sociedade? Os evangelistas nos dizem que o próprio Jesus, ao anunciar o Reino de Deus, se questionou a esse respeito: “A que coisa podemos comparar o Reino de Deus ou com qual parábola podemos descrevê-lo?” (Mc 4,30). Como falar de Deus hoje? A primeira resposta é que nós podemos falar de Deus, porque Ele falou conosco. A primeira condição do falar de Deus é, portanto, a escuta daquilo que o próprio Deus disse. Deus falou conosco! Portanto, Deus não é uma hipótese distante sobre a origem do mundo; não é uma inteligência matemática muito afastada de nós. Deus se interessa por nós, nos ama, entrou pessoalmente na realidade da nossa história, auto comunicou-se a ponto de encarnar-se. Portanto, Deus é uma realidade da nossa vida, é tão grande que tem tempo também para nós, ocupa-se conosco. Em Jesus de Nazaré nós encontramos o rosto de Deus, que desceu do seu Céu para mergulhar no mundo dos homens, em nosso mundo, e ensinar a “arte de viver”, o caminho da felicidade, para libertar-nos do pecado e tornar-nos filhos de Deus (cf. Ef 1,5; Rm 8,14).

Jesus veio para salvar-nos e mostrar-nos a vida boa do Evangelho. Por isso falar com Deus requer uma familiaridade com Jesus e o seu Evangelho, supõe um conhecimento nosso pessoal e real de Deus, e supõe uma forte paixão pelo seu projeto de salvação, sem ceder à tentação do sucesso, mas seguindo o método do próprio Deus. O método de Deus é o método da humildade-Deus se faz um de nós-é o método realizado na Encarnação na simples casa de Nazaré e na gruta de Belém. É preciso não temer a humildade dos pequenos passos e confiar no fermento que penetra na massa e lentamente a faz crescer (cf. Mt 13,33).

Adaptado de: “Minha Herança Espiritual” – Papa emérito Bento XVI.