Horários de Missas

Terça à Sexta, às 18h.
Sábado, às 16h.
Domingo, às 8h30,11h e 19h.

Notícias da paróquia › 05/04/2014

43 Anos Evangelizando de Esperança em Esperaça!

levar-maria-consigoA Igreja, quando busca Cristo, bate sempre à porta da Mãe e pede: Mostrai-nos Jesus! E, por isso, a Igreja sai em missão sempre na esteira de Maria. Quando batemos à porta da sua casa ela nos faz entrar, nos aponta seu Filho e nos pede: “Fazei o que ele vos disser” (Jo 2,5).

Uma mãe reza e confia seus filhos a Deus, em particular os mais necessitados.O mesmo faz a Igreja pondo na mão do Senhor todas as situações dos seus filhos; confia-os à força da oração, à qual Deus não permanece indiferente. Ele sabe sempre surpreendernos e a Mãe Igreja está consciente disso, como nos diz o Papa Francisco.

Temos necessidade da Igreja para confirmar nossa fé e fazer a experiência dos dons de Deus: a sua Palavra, os Sacramentos, o suporte da graça e o testemunho do amor. Num mundo no qual o individualismo parece regular as relações entre as pessoas, tornando-as sempre mais frágeis, a fé nos convoca a ser povo de Deus, a ser Igreja, portadores do amor e da comunhão de Deus para todo o gênero humano (cf. BENTO XVI, Minha Herança Espiritual).

A nossa igreja (construção) é a concretização de um sonho acalentado durante anos pelos moradores do bairro Jardim Novo Mundo. Plantaram a semente que com amor e dedicação germinou; foi uma luta árdua até a ins-talação oficial, mas vencedora graças à cooperação
mútua e união de todos. No mesmo diapasão, a esperança é a virtude daqueles que, experimentando a luta diária, creem no amor. Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe, fonte de Esperança, foi escolhida para ser a padroeira da nossa Paróquia.

A devoção a Nossa Senhora da Esperança é muito antiga na Igreja, remonta dos primeiros séculos do Cristianismo. Desenvolveu-se muito em Portugal, na época dos grandes descobrimentos marítimos, pela fé dos navegadores portugueses que se colocavam sob a sua proteção. Graças a essa devoção, o Brasil foi descoberto sob o olhar terno e protetor da Mãe da Esperança.
Ela aportou numa caravela vinda de Portugal e, desde então, pede que vivamos nossa fé de uma forma cada vez mais autêntica e convicta. Celebrar Nossa Senhora da Esperança como padroeira é fitar os olhos na réplica da imagem histórica que veio para a nossa Paróquia e recordar que Maria, Mãe da Esperança, está sempre pronta a nos acolher como filhos(as) amados(as)!